Naming: você sabe o necessário?

naming-pixelstorm
06 mar, 2018 0

Antes de mais nada, você sabe o que é naming?

Então, naming nada mais é do que dar nome. É o processo de escolha e criação do nome de uma empresa ou projeto visando sempre um objetivo. Na maioria dos casos, o objetivo é o posicionamento que a marca quer alcançar de acordo com seu público-alvo.

Consegue imaginar se nada tivesse nome? Tudo seria muito confuso.

Como nós iríamos chamar as pessoas ? Coisa 1, Coisa 2 … E se os objetos tivessem nome, mas com pronúncias muito difíceis ou longas demais? Ninguém iria se lembrar ou conseguir falar, não é mesmo!? Por isso aparece o naming, ele precisa ser estratégico, fácil, mas ao mesmo tempo diferente.

Naming é um processo todo estruturado e pensado para escolher o nome ideal de uma marca. Dentro desse processo estão incluídas pesquisas de mercado, criação e teste de ideias, busca de significados e muitos outros detalhes que, inclusive estão super ligados a criação de uma boa identidade visual.

Um pouco diferente do logotipo, que pode passar pelo processo de redesign, é muito ruim para qualquer empresa, seja qual for o seguimento, trocar de nome. Por isso esse é um processo delicado que precisa estar muito bem fundamentado para dar certo.

Então ok, deu pra entender um pouco do quão estratégico deve ser o naming, afinal ele, junto da identidade visual, será o ponto de encontro com o cliente; E por isso é essencial que não cause dúvidas ruins ou estranhamentos.

letras naming

Por que criar um nome é tão difícil?

 

  • Opinião alheia : não somos capazes de agradar à todos. Infelizmente — ou felizmente, isso nunca vai acontecer.

 

  • Pessoalidade: diversas vezes colocamos nossa opinião a frente dos dados principais de posicionamento e mercado. É muito difícil não querer impor nossa opinião sobre algo.

 

  • Disponibilidade: pode ser que você pense em um nome incrível, que descreva sua empresa, faça diferença para o seu mercado, mas quando está nos ajustes finais vê que ele já é usado por outra empresa.

 

  • Significado: Nessa busca pelo nome perfeito acabamos esquecendo de buscar pelos significados. Uma palavra que significa uma coisa muito boa, pode mudar totalmente em outro país — ou até mesmo de cidade para cidade, ou contexto. Não devemos nunca escolher sem pesquisar. Existe inclusive uma ferramenta que ajuda muito, a Word Safety, ela descobre se a palavra é ofensiva em outras línguas.

 

  • Metodologia: É impossível criar um bom nome sem aplicar uma metodologia de pesquisa, estudo e objetivos. A partir da metodologia é que vamos encontrar resultados incríveis.

Quais etapas deixam o processo de naming mais leve?

Existem etapas que nos fazem caminhar de forma mais consciente e melhor para um bom resultado final.

História da empresa

Toda empresa tem uma história, portanto deve ter um nome que faça jus a isso. Escreva a história da empresa, como tudo aconteceu. Relembre do início e daquilo que mais te faz lembrar do seu negócio. Nesse momento muitos nomes podem aparecer, anote todos. Isso já uma parte da metodologia do naming.

Outra coisa importante é deixar claro seu público-alvo, quais as empresas que atuam na mesma área ( e até pode ser útil, uma pesquisa sobre o nome delas).

O nome ideal

Já escreveu muito sobre a empresa, público-alvo, teve algumas ideias e acha que chegou ao nome perfeito. Calma lá, lembra que a gente falou da disponibilidade? Se você chegou a apenas uma sugestão de naming, volta tudo porque talvez ele não seja o ideal e pode nem estar disponível. O registro é parte indispensável do processo, então se na hora de registrar você descobrir que já existe uma empresa com o mesmo nome vai ser muito frustrante.

Análise

Com as opções de naming definidas vamos partir para parte de análise, busque nas redes sociais e Google se existem outras empresas com os nomes propostos, e quais os segmentos delas. Dependendo dos resultados, talvez seja melhor buscar outro nome.

Busque também em sites de registro de domínio  para verificar a disponibilidade do mesmo, se porventura já estiver sendo utilizado, não fique triste, pode existir algum jeito de adaptar um domínio já que o nome escolhido se encaixa perfeitamente nas etapas anteriores.

Não se esqueça de procurar um especialista, ao definir as opções de nome. Ele pode orientar quanto ao registro oficial junto ao INPI. É a etapa final, e sem dúvidas a mais importante no caminho de ter um nome todo seu.

Faça um check list

Por ser um processo criativo você pode desenvolver e encaixar, outras etapas neste processo. Mas é importante não ignorar alguns pontos essenciais:

  • Adequação ao seu mercado
  • Deve ser de fácil memorização
  • Não deve ser contraditório
  • Precisa estar disponível
  • Deve ser neutro a sociedade e cultura que irá atuar

Recapitulando, um nome ideal é fácil de dizer e lembrar, precisa ser atemporal e representar alguma coisa. Tem que ficar lindo escrito junto aos serviços oferecidos pela sua empresa e é aquele que joga sua marca lá em cima. Atrai as pessoas para seus produtos e não fere nenhuma cultura.

O naming é uma parte do branding, daquilo que a marca oferece. E mesmo sendo muito importante ele não precisa carregar sozinho TODOS os diferenciais da empresa ou produto. Até porque isso pode fazer com que ele fique extenso demais e até confuso.

Ainda ficou alguma dúvida sobre naming? Deixa nos comentários que a gente responde! 🙂

Se gostou desse post, se inscreva na nossa newsletter e fique pode dentro de todas novidades do blog!

Fale com nossa equipe, dê uma sugestão ou tire alguma dúvida.

Estamos também no

  • Facebook da Pixel Storm
  • Instagram da Pixel StormAutora Jady Caroline
Compartilhar nas redes sociais: